Contos Eróticos
 Corno
 Depois dos 50
 Estrupro
 Fetiches
 Gay
 Heterosexual
 Incestos
 Interraciais
 Lésbicas
 Orgias
 Sadomasoquismo
 Teens
 Travestis
 Virgens
 
Aumento Peniano - Tensordin.Net
Aumento Peniano Natural
 

Energérico Potenergic
 
Acompanhante de Luxo Meligue.Net
Acompanhantes de Luxo
   
Contos Eróticos de Incestos
Papai me comeu
Total de Visualizações: (2544)
 
 
Ai ai ai que delicia dar a bundinha... foi muito louco o que vou contar... já falei da Lisa para vocês, então, sempre fomos muito parceiras para festinhas depravadas e recheadas de sexo... eu avisei em casa para meu pai que ia na casa da Lisa e não sabia que horas voltaria, minha mãe e o Guto tinham ido para Belém visitar uma tia nossa, então estávamos sozinhos, eu e papai. Me arrumei e meu pai me levou lá. Quando chegamos, ele viu que tinha umas 10 pessoas no máximo, ficou meio desconfiado e me perguntou: “que tipo de festinha vai rolar aqui hoje?” Dei uma risadinha e estava entrando quando a Mônica falou: “Ah seu Luis mais tarde aparece aqui” eu prontamente respondi: “Melhor não papai”. E entramos, eu tinha certeza que meu pai não viria, pois ele fica vendo televisão e bebendo cerveja até tarde. Primeiro bebemos muito, muitas misturas, vodka, wisky, cerveja, licores e uns drinks que o Beto fez (ele é barman), as meninas eram minhas amigas de festa a séculos, e os homens eram conhecidos nossos, aqueles amigos que encontramos esporadicamente aqui e acolá e tinha 2 que nunca tinha visto antes, a Mô que convidou, ela conhece de uma casa de strip que ela freqüenta com a mãe e a tia. Eram tudo de bom, musculosos, fortes, cheirosos, bom, não preciso dizer como são homens de casa de strip, nossos amigos são mais magrinhos, mas isso não significa que não sejam gostosos, as vezes até prefiro homens “normais”, parece que não precisa provar nada, não fico tão apreensiva, pq eu sou normal, não sou escultural, moldada em academia, bom, mas vamos a festinha... e a primeira regra é: fique só de calcinhas e os meninos de cuecas, uauaua, um tesão, todo mundo dançou coladinho e logo estavam rolando beijos ardentes no sofá, no hall, a Aninha fez chantilly (que a mãe dela que mora no interior ensinou, é mil vezes melhor que aqueles comprados no supermercado), um dos meninos espalhou chantilly por todo o corpo e pediu para nós lambermos ele inteirinho, o cara tinha um pau delicioso, quente, duro feito uma rocha, chupamos sem parar aquele corpo maravilhoso, não foi nenhum sacrifício ficar de boquinha aberta para ele derramar a porra, e para ele deve ter sido ótimo tb, pois 4 garotas de boca aberta brigando pelo leitinho não é todos os dias.... A Lisa começou a se masturbar no sofá com um vibrador enorme, preto, em formato de pênis, acho que era Márcio, o outro menino da strip house é negro e ficou maluco com a cena, lá pelas tantas não lembro mais o que aconteceu com todos, pois estávamos transando, beijando, chupando e não fiquei prestando atenção em tudo, eu estava bêbada, mas lembro que lá pelas tantas a Lisa foi abrir a porta, e era meu pai!!! Na hora não pensei direito e disse: “oi pai” qdo ele percebeu o que estava acontecendo, ficou de pau duro na hora, não falou nada, tirou a roupa com a ajuda das meninas, que logo começaram a chupa-lo, o Bê, meu amigo estava metendo em mim, parou um pouco, mas logo continuou... eu fiquei meio apreensiva, mas logo voltei a relaxar... papai estava muito excitado comendo a bucetinha a Mô, a cada pouco cruzava meu olhar com o dele, esqueci completamente o constrangimento quando o meu pai começou a comer a bundinha da Lisa, ela gemia de prazer, e dizia “nossa, é o pau perfeito para dar o cu” gemia muito e meu pai metia nela com fervor, fodia feito um animal, e ela estava quase em transe, quando ele começou a dizer: “a sua vadia, sente meu pau comendo seu cuzinho, sente, quero que vc gema bem alto, geme, geme....” quando a Lisa começou a gozar, a Ana e a Mô já estavam de quatrinho esperando.... aquilo me acendeu por dentro e senti meu cu piscando de tesão, além de estar com a buceta alagada. As meninas pediram para papai comer a bundinha delas.... e ele comeu bem gostoso.... eu gozei sentadinha no colo do negão gostosão. Mas a festa não parava, e lá pelas tantas papai começou a passar as mãos pelos meus peitinhos, e eu e abri todinha, escancarei as pernas, fiquei toda exposta e pedi para meter o dedo na bucetinha. Ele falou “vc quer me dedo na sua bucetinha filhinha?” “sim, é o que mais quero”. Ele colocou e percebeu que eu estava toda molhada, e começou a meter o dedinho no meu cuzinho... eu e pedi: “come meu rabinho, papai” “pede com jeitinho, que o papai come, meu bem” e eu pedi “ai, papai, por favor come as filhinha querida, come?”. Ele me pôs de quatro, enfiou a mão na buceta molhada e passou pelo meu cuzinho, e atolou tudo, sem dó nem piedade! Nossa, enquanto meu pai comia minha bundinha, eu comecei a suspirar de tesão, era maravilhoso o modo que ele comia um cu. Eu gemia, me contorcia inteira.... “ai me fode pai, me fode pai... vou gozar papai....” então goza filha, goza gostoso para o papai goza meu amor....” “ah ah ah ahhhhhhhhhh” gozei feito uma louca, estava toda puta para meu pai feito uma cadelinha no cio.


Autor: ANA(BELÉM)
•••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••
Comentários
 
Perfumes Afrodisíacos Acompanhantes SP Loja de SexShop
Perfumes Afrodisíacos Fantasias Eróticas Loja SexShopClub
Contos Pornô